Da série
MCE Reportagens
04 Junho 2020
0
0
0
s2sdefault
 
plat interno

Mais de 27 mil servidores da Rede Pública Municipal de Ensino do Rio de Janeiro – que conta com 44 mil funcionários ao todo – aderiram aos webinários que ensinam a usar a plataforma Teams. A formação e o uso gratuito da plataforma se tornaram possíveis graças a uma parceria feita pela Secretaria Municipal de Educação (SME) com a Microsoft e, segundo a subsecretária de Ensino Rejane Farias, a maioria dos participantes era de professores. O fato de as inscrições terem sido feitas por adesão indica a intensa procura por ferramentas que facilitem a interação pela internet e por práticas pedagógicas que melhor se adequem à atual realidade. 

A situação do Rio não é diferente do resto do mundo. Segundo a ONU, a pandemia da covid-19 fechou as unidades de ensino de 165 países, o que levou o setor de Educação a buscar diferentes formas e meios para manter a comunicação com os 87% dos alunos do planeta que ficaram sem aula presencial. Diante da realidade do isolamento social e da necessidade de manter a comunicação com os estudantes, o uso de plataformas digitais – como Youtube, Whatsapp e Zoom, só para citar alguns exemplos – se intensificou, acarretando, ainda, em uma corrida pelo aperfeiçoamento do conhecimento que viabiliza a utilização de ferramentas tecnológicas e de novas metodologias educacionais.

Da mesma maneira que escritores e poetas têm buscado se reinventar com a produção de audiolivros e de oficinas literárias online, criando formatos cada vez mais interativos e atraentes para seu público, professores também têm procurado novas formas, linguagens e métodos pedagógicos, a fim de se adaptarem às tecnologias digitais, tão importantes não só nesse momento de isolamento social, mas também à perspectiva de uma educação conectada com as necessidades do século XXI.

A experiência histórica revela que todo período de crise costuma ser acompanhado de muita criatividade e de busca de meios para sua superação. A SME espera que esse momento, em que professores e escolas se reinventampara não perderem a comunicação com os alunos, gere várias experiências que possam ser assimiladas no cotidiano escolar, quando as aulas presenciais voltarem. “A expectativa é que a formação no uso da plataforma Teams amplie o leque da prática pedagógica, também no período pós-pandemia”, observa a subsecretária de Ensino.

Como usar a plataforma Teams na Rede Municipal do Rio

plat teams

Um recente convênio da SME com a Microsoft tornou possível o uso gratuito da plataforma Teams por toda a Rede Pública Municipal de Educação do Rio de Janeiro – da Educação Infantil ao 9º ano e à Educação de Jovens e Adultos.  Segundo a coordenadora de Ensino Fundamental da SME, Inácia Alvarenga, o objetivo imediato é oferecer mais uma estratégia tecnológica que torne possível a manutenção do vínculo entre escolas, professores e alunos.

A plataforma oferece múltiplas possibilidades de uso, como postagens (com ou sem anexos), chats, videochats, videoaulas, reuniões remotas, criação de grupos de trabalho, acompanhamento das atividades propostas, entre outras possibilidades. Para começar a usar todos esses recursos, a unidade escolar e os professores precisam fazer a adesão à plataforma e ativar suas turmas, já pré-organizadas pela equipe técnica de informática da SME.

O acesso ao Teams deve ser feito pelo e-mail do Rioeduca, incluindo os alunos, cujos e-mails também foram criados pela equipe da SME. Cada função exercida dentro da escola tem acesso diferenciado à plataforma. Só os professores podem postar atividades ou aulas on-line, utilizar aplicativos que complementem as postagens, distribuir alunos em grupos de trabalho, acompanhar a realização das atividades propostas na plataforma, incluir ou excluir alunos. Já os gestores podem realizar reuniões remotas com toda a equipe da escola e acompanhar as turmas dos professores que aderiram à plataforma, em sua unidade de ensino. Em relação aos alunos, além de terem acesso às atividades e/ou aulas postadas pelo professor, a plataforma permite que interajam com os professores e os colegas de classe.

As ferramentas disponíveis na plataforma Teams são intuitivas, de forma que, mesmo aqueles que não participaram do webinário podem se arriscar a utilizá-las. Segundo Inácia Alvarenga, um manual com todas as instruções de uso foi disponibilizado para as Gerências de Educação (GEDs) das Coordenadorias Regionais de Educação (CREs), por meio da Circular Nº 4. Nele, também há asindicações de entrar em contato com as equipes de suporte técnico e pedagógico, que podem ser acionadas até o fim de julho.

Mídias Relacionadas
MCE Reportagens
Mais da Série
Relacionados
Mais Recentes