06 Novembro 2020
0
0
0
s2sdefault
 
MultiRio e RioFilme anunciam programa sobre desafios do universo audiovisual
 
Empresas da Prefeitura do Rio fizeram série em cinco episódios com depoimentos e obras de realizadores cariocas

 

LUCIANOVIDIGAL

 

A MultiRio e a RioFilme, da Prefeitura do Rio, informam sobre uma nova série que será exibida nos canais de TV a cabo da Empresa Municipal de Multimeios. Estreia neste domingo (08/11), às 22h30, o programa RioLiveFilme, que mostrará a atuação e depoimentos de realizadores do universo audiovisual carioca. Com informação e diversão, a atração vai entreter o público dos canais 26 e 526 da Net.

A série conta com roteiro e apresentação do jornalista Thiago Gomide, que exibe entre uma pergunta e outra trechos de obras dos realizadores. Os cinco episódios iniciais tratam dos desafios enfrentados por esses fazedores da cultura audiovisual, que contam como produzir com baixo orçamento, se adaptar às transformações do mercado e buscar novos públicos.

A estreia é com o diretor Luciano Vidigal e o tema é justamente “Como produzir com pouco dinheiro?”. O cineasta, que ganhou o nome da comunidade onde nasceu e vive, fala de suas experiências e de como é possível filmar em condições adversas. Vidigal mereceu destaque no cenário do cinema nacional por ter dirigido um dos episódios do longa “5x Favela – Agora por Nós Mesmos”, produzido por Cacá Diegues e distribuído pela RioFilme.

O RioLiveFilme, que será sempre reprisado às quartas-feiras (17h15) e às quintas-feiras (20h), trará outros exemplos de vitórias na luta pela realização e exibição de filmes. O segundo a ser entrevistado é o músico Bhega Silva (15/11), responsável pelo projeto “Cineminha no Beco”, que leva a magia do cinema aos moradores do complexo de favelas da Maré. O diretor Fernando Barcellos (22/11), responsável pela direção de “Se todos fossem iguais” (2009), conta em seguida como construir parcerias que ajudem na realização das produções.

A premiada roteirista Sabrina Fidalgo (29/11) é outra atração dessa série e dá dicas importantes de como construir roteiros de impacto. Por último, o produtor e ex-judoca Cavi Borges (06/12) encara a questão de como se reinventar no mercado audiovisual.
 
Veja abaixo trechos dos depoimentos dos realizadores convidados:
 
“Fazer cinema é você persistir e ter paciência. É muito difícil você conseguir uma boa estrutura, um bom patrocínio... É muito difícil o seu trabalho. Mas eu acredito que quando você tem muita personalidade, perseverança, muita originalidade no que você quer, consegue quebrar os muros”.
Luciano Vidigal, diretor  
 
“Eu sou apaixonado por tudo o que eu faço. Porque é uma alegria, um reconhecimento e um respeito muito grande nas 16 comunidades da Maré.”
Bhega Silva, músico
 
“As parcerias são feitas ao longo da vida. Acho que um item fundamental para manter um parceiro seu é a lealdade.”
Fernando Barcellos, cineasta
 
“Eu escrevo para mim mesma (risos). Eu escrevo os roteiros pensando na minha direção. Já escrevo nessa concepção de como vou dirigir, como serão realizadas essas cenas. Então, é tudo junto e misturado no meu caso.”
Sabrina Fidalgo, roteirista e diretora
 
“O mundo está em constante mudança, em evolução. Se você não acompanhar essas mudanças você fica para trás. Estamos vivendo uma grande mudança com a pandemia e o próprio cinema está se reinventando”.
Cavi Borges, produtor e diretor


Fotos no link: https://flic.kr/s/aHsmRWF5ii